Adega Novembro 2014

ADEGA traz-lhe o melhor do apaixonante e sofisticado mundo do vinho. Matérias completas com imagens deslumbrantes dos grandes vinhos, regiões produtoras, vinícolas, entrevistas, viagens, dicas de harmonização e centenas de avaliações independentes de vinhos para todos os gostos, bolsos e ocasiões. Leia e comprove porque ADEGA é a maior revista de vinhos em Português.

País:
Brazil
Idioma:
Portuguese
Editor:
Inner Publishing Net LLC
Periodicidad:
Monthly
ESPECIAL: Get 40% OFF with code: READ40
US$ 2,99
US$ 19,99
12 Números

en este número

2 min.
para bem servir

Em uma época em que a velocidade dos acontecimentos e das informações tornam o dia a dia cada vez mais apressado, temos menos tempo para tudo. Em uma era tão agitada, o vinho nos traz a oportunidade de diminuir a velocidade, de aproveitar o momento e as companhias, de se dar ao luxo de apreciar a bebida nas minúcias de todos os seus “vagarosos” rituais. Numa cultura de imediatismo e urgência, guardar um rótulo para maturar na adega pode ser considerado quase um ato de abnegação. O vinho, no entanto, permanece com um dos poucos elementos ritualísticos a resistir na cultura moderna. Ele pode até ser planejado para ser acessível precocemente, porém, nada muda o fato de o ciclo da videira – em condições normais – levar um ano todo. Por…

4 min.
cartas

RÓTULOS ANTIGOS Fico encantado quando vejo degustações de rótulos antigos. Infelizmente, nunca tive o prazer de provar um vinho muito velho. Acho que os mais velhos que provei foram da década de 1990. Sou um enófilo novato. Apaixonei-me pelo vinho há menos de cinco anos e, portanto, não tenho ainda muito “tempo de voo”. Li o artigo sobre o Porto de 1863 e fiquei empolgado. Uma pena que sejam vinhos proibitivos em termos de preço para mim. Penso em sugerir aos meus amigos de confraria, que também são enófilos novatos em sua maioria, que arrecademos dinheiro para comprar algumas garrafas um pouco mais antigas. Talvez não de 1800, mas da década de 1980 e 1970, por exemplo. Imagino que será uma experiência e tanto. Edson Ramos QUEIJOS E EMBUTIDOS Sempre costumo chamar amigos para…

adega1411_002_001_008_Cartas_0
10 min.
da revolução russa à revolução americana

Crimeia, Rússia, 1920. A Guerra Civil ainda está a todo vapor. Três anos antes, a Revolução Russa tinha derrubado o Czar Nicolau II e agora o país está sob o comando dos bolcheviques, que lideram o Exército Vermelho. Ainda lutando para retomar a ordem monárquica, remanescentes da aristocracia criam o Exército Branco. Em uma das áreas de maior disputa, a Crimeia, uma península no Mar Negro, ao sul da Ucrânia, está um jovem de 19 anos e apenas 1,50 m, mas bravo, tentando empunhar uma arma. Filho de uma família de aristocratas de Moscou, até pouco tempo atrás André Tchelistcheff vivia uma vida bastante pacata, todavia, quando seu pai, oficial de justiça da Suprema Corte russa, entrou na lista de pessoas a serem exterminadas por Lenin, precisou fugir da capital russa…

adega1411_001_005_010_Perfil_0
1 min.
presentes

Mesa A mesa de apoio (T-table D2) produzida em cerâmica é um trabalho artesanal do designer espanhol Jaime Hayon, de uma coleção feita pela marca italiana Bosa. Haydon já criou peças para marcas como Swaroviski, Mooi e Fritz Hansen. Esta, além de decorativa, também é funcional. “Uma escultura em formato de mesa”, define o artista. € 705 www.wannekes.com Monster A Ducati é uma das mais conceituadas marcas de motocicletas do mundo e recentemente lançou a Monster 821, do tipo Naked. O motor de 821 cilindradas e o propulsor Testastretta 11° geram 112 cavalos de potência. Ela vem com controle de tração em oito níveis, três configurações de ABS e três modos de pilotagem. Oferecida nas cores vermelha e branca ou Dark. Deve chegar no Brasil no segundo trimestre de 2015. € 9.990 (ou € 10.490 versão…

adega1411_002_003_018_Presentes_0
21 min.
mundovino

VINHO DO ANO O que esperar de uma degustação em que estavam presentes lado a lado 11 ícones mundiais que foram agraciados com o prêmio de melhor vinho do ano pela renomada publicação norte-americana Wine Spectator? No dia 21 de agosto, a importadora Casa do Porto promoveu esse desafio. Infelizmente a amostra de Solaia 1997 estava prejudicada. Francisco Zúñiga cuidou de todos os detalhes de modo impecável, enquanto Arthur Azevedo conduziu de forma brilhante e descontraída a degustação. ADEGA esteve lá, provou todos esses vinhos, alguns deles muito raros e conta tudo para você. AD 94 pontos Casanova do Neri, Toscana, Itália. Vinho do ano em 2006. Num estilo moderno e de fruta madura, mostra tabaco, especiarias doces, alcaçuz, ervas secas e cerejas ao licor. No palato, está jovem, mas já mostra os…

adega1411_002_004_020_Mundovino_10
4 min.
arte de servir

Há acessórios de que todo enófilo precisa. O decanter, apesar de muitos utilizarem-no raras vezes, é um deles. Na Antiguidade, o decantador era um peça essencial, pois, como o vinhos geralmente estavam em barris ou ânforas, era necessário passá-lo para um recipiente menor para poder servir com mais eficiência. Com o surgimento das garrafas, essa função foi sendo deixada de lado. No entanto, logo se descobriu que ele servia para livrar o líquido de seus sedimentos (pois muitos vinhos não eram filtrados). Além disso, verificou-se que o decanter também ajuda a aerar a bebida. Ainda hoje, os decanteres têm essas três finalidades (servir, separar resíduos e aerar/decantar), no entanto, há pouco tempo, também tem servido como uma magnífica peça de decoração, quando não, uma obra de arte. Isso mesmo, essas peças…

adega1411_001_009_032_Curiosidades_0