ONTDEKKENBIBLIOTHEEKTIJDSCHRIFTEN
CATEGORIEËN
FEATURED
ONTDEKKENBIBLIOTHEEK
Wetenschap
National Geographic Magazine  Portugal

National Geographic Magazine Portugal

Marzo 2020

National Geographic Magazine é uma revista única no seu género. Mais de 100 anos a publicar as explorações e descobrimentos dos seus cientístas, exploradores e fotógrafos. Mais de 100 anos mantendo-se fiel ao seu compromisso de velar pelos bens culturais, históricos, antropológicos e naturais do nosso planeta.

Land:
Portugal
Taal:
Portuguese
Uitgever:
RBA REVISTAS PORTUGAL
Meer lezen
SPECIAAL: Save 40% on your subscription!
EDITIE KOPEN
2,32 €(Incl. btw)
ABONNEREN
18,52 €11,11 €(Incl. btw)
12 Edities

In deze editie

2 min.
a promessa da economia circular

SENTIMO-NOS MAL quando deitamos fora objectos que não deveriam ter-se tornado lixo (como produtos não consumidos ou que perderam a validade) ou quando gastamos recursos desnecessariamente (como as luzes deixadas acesas quando estamos fora de casa). Esse sentimento de culpa está profundamente enraizado na nossa cultura. Mas desperdiçamos mesmo em doses grandes e pequenas. O resultado é este facto chocante: dos minerais, combustíveis fósseis, alimentos e outras matérias-primas que retiramos da Terra e transformamos em bens, cerca de dois terços tornam-se resíduos. E, com probabilidade, esse desperdício tornar-se-á um problema ambiental maior. “O lixo de plástico escapava à deriva pelos rios e oceanos e o mesmo acontecia aos nitratos e fosfatos que escorriam dos campos adubados. Um terço da totalidade dos alimentos apodreceu, enquanto a Amazónia era desflorestada para produzir mais”, escreve…

30 min.
o fim do lixo

EM AMSTERDÃO, encontrei-me com um homem que me revelou as correntes ocultas das nossas vidas, os gigantescos fluxos de matérias-primas e produtos consumidos por 7.700 milhões de seres humanos. O nosso metabolismo partilhado, diriam alguns. Era uma manhã fresca de Outono e eu estava sentado sobre uma pilha de tijolos antigos no Oosterpark. Há um século, quando os holandeses ainda extraíam café, petróleo e borracha da sua colónia na Indonésia, este edifício foi construído como Instituto de Investigação Colonial. Actualmente, aloja organizações de bons samaritanos. A instituição para a qual Marc de Wit trabalha chama-se Circle Economy e pertence a um movimento internacional que pretende reformar a maneira como fizemos praticamente tudo nos últimos dois séculos. Marc abriu um panfleto e desdobrou um diagrama daquilo a que chamou “uma radiografia da…

1 min.
radiografia da economia global

Todos os anos transformamos mais de cem mil milhões de toneladas de matérias-primas em produtos. Menos de um quarto tornam-se edifícios, automóveis ou outros bens duradouros. Menos de 10% voltam a entrar na economia. O movimento da economia circular pretende aumentar esta percentagem e reduzir o enorme volume de resíduos. Recursos globais, 2015 em mil milhões de toneladas Da Terra A grande maioria dos factores de produção introduzidos na economia (93 mil milhões de toneladas em 2015) são recursos extraídos da Terra: quer finitos (minerais, minérios e combustíveis fósseis) quer renováveis (biomassa). Para a lixeira Dois terços do material que flui através da economia, 67.400 milhões de toneladas em 2015, são emitidos sob a forma de poluição, como o carbono dos combustíveis fósseis, ou dispersos ou descartados de outra maneira, sob a forma de resíduos.…

1 min.
fecho do círculo

Consumir menos, manter bens em uso durante mais tempo, reciclar interminavelmente: a economia circular exige diversas estratégias. Segundo a visão berço-ao-berço, todos os produtos podem ser decompostos em “nutrientes técnicos”, transformados em novos produtos, ou nutrientes biológicos, que regressam ao solo. O resíduo é uma falha conceptual. Na natureza, ele não existe. Diminuição do consumo As energias renováveis substituem os combustíveis fósseis. Os negócios de aluguer ou de partilha prestam serviços a mais pessoas utilizando menos produtos. Sensatez na concepção As máquinas e os outros produtos são concebidos de maneira a durarem muito tempo e a serem fáceis de reparar ou a serem efémeros e fáceis de decompor em elementos básicos. Ausência de resíduos Todos os nutrientes fluem em ciclos. Quase nada é libertado como poluente ou eliminado em aterro.…

8 min.
os segredos das abelhas

O ataque não foi desferido por ácaros varroa, pesticidas, síndrome do colapso das colónias ou qualquer um dos outros perigos enfrentados pelas abelhas de todo o mundo, mas sim por vespas – gigantes e vermelhas, comparadas com as pequenas abelhas peludas. Cada investida durou um mero instante. Os predadores capturaram as abelhas em pleno voo, afastando-se com as suas vítimas que, mais tarde, eram cortadas e dadas como alimento às larvas esfomeadas das vespas. Num confronto individual, uma abelha-europeia não é um adversário à altura de uma vespa-europeia. Com um comprimento máximo de quatro centímetros, a vespa está equipada com mandíbulas potentes, capazes de desfazer insectos mais pequenos. Pouco depois de se instalar, a colónia de abelhas foi atacada quase de imediato. Durante os primeiros dias do cerco, as abelhas pareciam impotentes perante…

13 min.
o rapto de 276 alunas nigerianas causou indignação em todo o mundo. destas, 112 ainda estão desaparecidas. as resgatadas reclamam o seu futuro.

Foram conduzidas para uma carrinha e perderam o contacto físico. No meio do grupo de alunas assustadas, Patience ouviu a voz suave de Esther perguntar-lhe: “O que vai acontecer?” Depois, alguém saltou da carrinha. Subitamente, outras raparigas foram atrás, tropeçando na escuridão, dispostas a correrem o risco de serem alvejadas ou de se perderem na floresta desconhecida para fugirem aos captores. Patience olhou para o lado, mas Esther fora levada mais para dentro. Patience avançou até à borda e saltou sem Esther. Há cinco anos que uma revolta rebelde no Nordeste da Nigéria aterrorizava a região e forçava o encerramento de escolas. A Escola Secundária Estatal Feminina de Chibok reabrira em Abril de 2014 para as alunas realizarem os exames finais. Numa região onde menos de metade das raparigas frequentam a escola…