Comida & Vinho
Adega

Adega Edicao 165

ADEGA traz-lhe o melhor do apaixonante e sofisticado mundo do vinho. Matérias completas com imagens deslumbrantes dos grandes vinhos, regiões produtoras, vinícolas, entrevistas, viagens, dicas de harmonização e centenas de avaliações independentes de vinhos para todos os gostos, bolsos e ocasiões. Leia e comprove porque ADEGA é a maior revista de vinhos em Português.

País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
Inner Publishing Net LLC
Periodicidade:
Monthly
Ler Mais
ASSINATURA
US$ 19,99
12 Edições

nesta edição

2 minutos
provas primeiras

Os amigos e leitores muitas vezes dizem invejar nosso trabalho. É normal, uma prova de vinhos costuma estar repleta de glamour, e quem não quer “viver de beber vinho”? A maioria, porém, esquece que bebemos “com responsabilidade”. Faz parte do trabalho avaliar (com seriedade, respeito e treinamento), selecionar e indicar vinhos. E se quem gosta do que faz não precisa trabalhar um dia na vida, sim, nos divertimos trabalhando. Em uma grande degustação estilo “en primeur”, como o Douro Primeira Prova (que este ano avaliou tintos e Vinhos do Porto da safra 2017 e brancos de 2018), os seletos participantes – entre eles ADEGA – têm a responsabilidade de avaliar os vinhos apresentados, dizer quais merecem a sua atenção e por quê. Assim, nesse evento criado pelos mais representativos produtores do…

1 minutos
cartas

PARKER Acho que a influência do Parker já acabou faz tempo. Agora que ele se aposentou só acho que o declínio dessa influência vai ser maior ainda. Já faz alguns anos que ninguém mais faz vinhos “estilo Parker” e quem faz está muito atrasado. Não há mais um “guru” há tempos no mundo do vinho e isso é libertador. Para alguns, devo admitir, isso é preocupante – pois as pessoas, muitas vezes, precisam seguir alguém. Mas o mundo está livre e os caminhos abertos. Glauco Bertin JOINT VENTURES Não são poucas as junções de empresas para fazer vinhos no mundo. Se não me engano, até algumas vinícolas brasileiras andaram fazendo vinhos fora do Brasil com ajuda de produtores locais. Esse tipo de “intercâmbio” é muito interessante e enriquecedor. Para produzir grandes vinhos, é preciso…

1 minutos
instagram

Marcello Roccha @marcelloroccha80 Um vinho é sempre bem-vindo. #revistaadega Fernando Alves@fernando.alves_jf Sempre com ótimas matérias, atualidades sobre o mundo do vinho, e lindas capas. @revistaadega Olívia Gibson @olivia_a_gata Vamos falar sobre vinho? @revistaadega Uanderson Barbosa @wansommelier Mantenha o foco #revistaadega this is my journey @_rafarizzo_ Não... Não pode ser Pepsi #revistaadega By MAURÍCIO FERREIRA SOMMELIER @tempodevinho Baron de Pichon - Longueville 1995 - Bordeaux. #revistaadega “Tudo e Vinho” @tudoevinho Sextou!! Com este friozinho! Qual o vinho desta sexta? E qual o vinho do final de semana? #revistaadega Marcela & Apple & Bruce @sommeliercats Foto natural. Peguei minha #revistaadega para ler e o vinho para embalar e classificar no app antes de ir para a adega... O que o gato sommelier opressor faz? Vai lá e toma posse do que é dele de direito (ele colocou mesmo a patinha no vinho, não é fake news!). Vida…

9 minutos
áfrica do sul sem pinotage

Aos 42 anos, Gottfried Mocke é o enólogo-chefe da vinícola Boekenhoutskloof. O nome é difícil de pronunciar. É algo como “boquenotscluf”. Mas a dificuldade de falar o nome da empresa não influencia em nada na excelência dos vinhos produzidos por ele em um país que poucos lembram ter uma vitivinicultura tão antiga e, quando lembram, logo associam à uma casta que a Boekenhoutskloof sequer produz, a Pinotage. A Boekenhoutskloof é uma propriedade antiga, que remonta ao século XVIII, no entanto, seu sucesso é recente, e deve-se a um visionário chamado Marc Kent, enólogo-empresário que vem investindo pesado no desenvolvimento da região de Franschhoek, mas também de certa forma da indústria sul-africana como um todo. Graças a seus esforços, a Boekenhoutskloof vem se tornando uma potência do vinho local. Foi ele quem chamou…

3 minutos
vinhos avaliados

AD 93 pontos BOEKENHOUTSKLOOF FRANSCHOOEK CABERNET SAUVIGNON 2015 Boekenhoutskloof, Franschhoek, África do Sul (Mistral US$ 129). Tinto composto de 96% Cabernet Sauvignon e 4% Cabernet Franc, com estágio em barricas de carvalho francês. Num perfil mais fresco, tenso e sem medo das notas de ervas e de especiarias picantes, típicas da Cabernet, chamando atenção pela vibrante acidez e pelos taninos firmes e de ótima textura. Tem final longo e persistente, com toques de giz e de grafite. Álcool 14,3%. EM AD 90 pontos PORCUPINE RIDGE SAUVIGNON BLANC 2018 Boekenhoutskloof, Franschhoek, África do Sul (Mistral US$ 27). Branco elaborado exclusivamente a partir de Sauvignon Blanc, sem passagem por madeira. Mostra as típicas notas de ervas envolvendo os exuberantes aromas de frutas tropicais e cítricas maduras, que se confirmam no palato. Gostoso de beber e fácil de…

22 minutos
mundovino

EM BUSCA DE CAVALOS Enólogo da Mataojo apresentou as principais novidades da vinícola A Bodega Mataojo foi amor à primeira vista de Benjamin Steinbruch, que procurava um haras na Argentina ou no sul do Brasil. Quando foi convidado a conhecer a fazenda no Uruguai, a 100 quilômetros de Montevidéu, não acreditou que poderia ser a sua escolha. Quem conta essa história é o enólogo Jorge Pehar, com quem a família contribui ativamente na elaboração e avaliação dos vinhos tendo como lema: “Não fazemos vinho para vender, vendemos vinho para fazer”. Pehar esteve em São Paulo para apresentar algumas das estrelas da vinícola, importadas pela Winebrands. AD 90 pontos MATAOJO ALBARIÑO FRESCO 2018 AD 90 pontos MATAOJO EDICIÓN ESPECIAL TOURIGA NACIONAL AD 91 pontos MATAOJO RESERVA TANNAT 2016 100 ANOS EM GRANDE ESTILO British Airways lança espumante para celebrar centenário A empresa British…