Comida & Vinho
Adega

Adega Edicao 174

ADEGA traz-lhe o melhor do apaixonante e sofisticado mundo do vinho. Matérias completas com imagens deslumbrantes dos grandes vinhos, regiões produtoras, vinícolas, entrevistas, viagens, dicas de harmonização e centenas de avaliações independentes de vinhos para todos os gostos, bolsos e ocasiões. Leia e comprove porque ADEGA é a maior revista de vinhos em Português.

País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
Inner Publishing Net LLC
Periodicidade:
Monthly
Ler Mais
ASSINATURA
US$ 19,99
12 Edições

nesta edição

1 minutos
vinho no isolamento

Recentemente, temos refletido muito sobre as correntes estoica e epicurista da filosofia. Em ambas, a missão do homem na vida é viver bem. E o que é viver bem? Inspirados nos filósofos estoicos, que tanto admiramos, e extrapolando seus pensamentos, temos que é necessário compreender racionalmente as circunstâncias que estão fora de nosso controle, reconhecer as dificuldades, mas não se render a elas. Tomar as decisões corretas, fazer o que é necessário e ativamente construir nosso amanhã. Saber que somos mais fortes que os desafios e que, para lutar e vencer, devemos estar bem. Por isso, ao mesmo tempo, talvez seja necessário deixar um pouco de epicurismo entrar em nossas vidas. Afinal, precisamos e merecemos uma recarga, entre as batalhas. Nessas pausas, além de nos exercitarmos, refletirmos, lermos, conversarmos com amigos…

2 minutos
cartas

ERRATA Na edição 173, na matéria “Lado a Lado – as principais diferenças das margens direita e esquerda de Bordeaux”, na página 50, o parágrafo que se inicia com “Outra região”, contém equívocos de revisão e erroneamente incluiu o Château Cheval Blanc como sendo da região do Pomerol. Apesar da proximidade, ele fica, na verdade, em Saint-Émilion. Segue o parágrafo corrigido: “Outra região com vinhos importantes como o Pomerol, terra do Petrus, Lafleur, Trotanoy, Le Pin, L’Eglise, entre outros, não possui uma classificação oficial de produtores.” Na página, 56, o subtítulo da matéria “Desafios do gênero”, deveria ser: “Como as mulheres buscam espaço na indústria do vinho” Lamentamos os equívocos e agradecemos ao leitor e assinante, Marcelo Araújo Sousa, por ter apontado as falhas. MEIO AMBIENTE Chama a minha atenção como tem aumentado na…

2 minutos
duas garrafas do mesmo vinho podem ser diferentes?

Talvez você já tenha passado por isso. Comprou algumas garrafas de um mesmo vinho, da mesma safra, em uma mesma loja. Abre uma delas e, depois de algum tempo, abre outra; e nota que aromas e sabores não correspondiam ao que havia provado da primeira vez. Como isso pode acontecer? Há quem diga que “cada garrafa é única”, uma premissa bastante verdadeira quando tratamos especialmente de vinhos mais antigos envelhecidos por alguns anos. Nesses casos, pode-se realmente notar diferenças, às vezes, gritantes, de garrafa para garrafa. Detalhes como permeabilidade da rolha, oscilações de temperatura, questões de armazenagem durante muito tempo podem ter grande influência em aromas e sabores no futuro, por isso, garrafas guardadas em locais diversos provavelmente se mostrarão diferentes. Mas, mesmo as armazenadas da mesma forma podem diferir, basta,…

13 minutos
herdeiro do rei bárbaro

Giovanni Gaja, que completou 27 anos em fevereiro, é o caçula e único filho homem de Lucia e Angelo Gaja e, como o pai, recebeu o nome do avô paterno (a família tem uma tradição de usar os mesmos nomes, apenas alternando uma geração). Angelo – cujo avô se chamava Angelo também –, é claro, dispensa apresentações. O “Rei do Barbaresco”, como se tornou conhecido, foi responsável por colocar os vinhos dessa denominação no mesmo nível, de preço e de reconhecimento, de seu irmão mais ilustre, Barolo. Atualmente, Giovanni divide com a irmã mais velha, Gaia, a função de “embaixador” da vinícola no mundo, razão que o trouxe ao Brasil ano passado. O próprio Angelo (que completa 80 anos em 2020) ainda viaja para promover os vinhos que produz, mas…

3 minutos
vinhos avaliados

AD 93 pontos ALTENI DI BRASSICA LANGHE SAUVIGNON BLANC 2016 Angelo Gaja, Piemonte, Itália (Mistral US$ 279). Alteni é o nome da pequena parede de pedras que antigamente rodeava o pomar na área, e Brassica é a flor amarela que cobre os vinhedos. Nariz riquíssimo em frutas tropicais cristalinas, laranja madura, pêssego e um toque de melão. Depois abre-se em buquê de ervas. Em boca, confirma a fruta e adiciona a parte branca da laranja que denota estrutura e aporta um delicioso amargor. Tudo isso se combina à acidez e gera uma austeridade que equilibra o dulçor e vibração da fruta. Segundo Giovanni Gaja, é um perfil do sul do Langhe. CB AD 93 pontos CA’MARCANDA 2012 Angelo Gaja, Toscana, Itália (Mistral US$ 300). Ano após ano, esse vinho encanta com seu corte incomum, na…

15 minutos
mundovino

VINHO, DESTILADOS, PERFUMES E ÁLCOOL GEL Empresas ligadas à indústria do vinho passam a produzir álcool gel e desinfetante para hospitais O grupo LVMH, dono de algumas das marcas mais famosas de vinhos mundo como Moët & Chandon, Krug, Veuve Clicquot etc., passou a usar três de suas fábricas de perfumes e cosméticos para produzir álcool gel e entregar gratuitamente às autoridades sanitárias francesas no esforço para combater a pandemia de coronavírus no país. “Com esta iniciativa, a LVMH pretende ajudar a lidar com o risco de falta de produto na França e permitir que um número maior de pessoas continue a tomar as medidas corretas para se proteger da propagação do vírus”, afirmou um comunicado do grupo. Iniciativa semelhante tomaram os grupos Diageo, Pernod Ricard e Gonzalez Byass, entre outros. Diageo disse que…