ZINIO logotipo
EXPLORARBIBLIOTECA

AERO Magazine

Edicao 326

AERO Magazine é a revista mais lida por proprietários de aeronaves e pilotos do Brasil, e traz todos os meses os lançamentos e novidades do mercado, orientações para a compra e manutenção de aeronaves, avaliação de aeroportos e da infra-estrutura aeroportuária, artigos técnicos, reportagens históricas e coberturas especiais das principais feiras do mundo. Leia e comprove porque AERO Magazine é a líder em aviação no Brasil.

Ler Mais
País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
Inner Publishing Net LLC
Periodicidade:
Monthly
US$ 2,99
US$ 19,99
12 Edições

nesta edição

2 minutos
uma nova empresa aérea

Não é todo dia que uma revista de aviação tem o privilégio de anunciar o início das operações de uma companhia aérea nacional. A Itapemirim Transportes Aéreos, ou apenas ITA, como se tornou conhecida, deu essa oportunidade a AERO. Participamos dos primeiros voos regulares (inclusivo do 001) e pudemos testemunhar in loco o nascimento da nova empresa, que tem a pretenção de assumir a liderança do mercado brasileiro em até dez anos. Para o curto prazo, a ideia é operar 50 aviões na interligação de 35 destinos domésticos, criando mini-hubs de ônibus em terminais aeroportuários. Com o reluzente Airbus A320-232 amarelo da ITA estampando nossa capa, preparamos uma reportagem especial analisando o futuro da nova operadora, que aposta na intermodalidade como seu grande diferencial. No mercado de aviação geral, veiculamos um…

3 minutos
50 anos da southwest

A Southwest Airlines completou 50 anos de operação no dia 18 de junho, marcando meio século de uma revolução no transporte aéreo comercial. Se atualmente existem empresas inovadoras, com modelos de negócios bastante audaciosos, muito disso se deve à Southwest Airlines. Uns podem dizer que a companhia com sede em Dallas, no Texas, não é mais tão audaz quanto suas rivais, o que é verdade. Contudo, o modelo criado pela empresa não apenas mudou a forma como se viaja pelo mundo como, também, mostra-se eficiente ainda hoje. A Air Southwest Co foi estabelecida em 1967, criada por Herb Kelleher. Apenas em 1971, a empresa adotou o nome atual, passando a voar para grande parte dos estados norte-americanos. A primeira empresa a apostar em low cost low fare foi a People Express Airlines, mas…

f0010-01
11 minutos
na rede

FACEBOOK.COM/AEROMAGAZINE INSTAGRAM @AEROMAGAZINE WWW.AEROMAGAZINE.COM.BR TRÉGUA COMERCIAL HISTÓRICA Após quase duas décadas, Estados Unidos e União Europeia encerram uma histórica disputa envolvendo a Boeing e a Airbus. O acordo político entre as potências econômicas, anunciado durante o encontro do G7, o grupo dos sete países mais ricos do mundo, deve pôr fim às sobretaxas impostas por ambos aos produtos aeroespaciais do concorrente. Por ora, Washington e Bruxelas concordaram em suspender por cinco anos as sanções referentes a subsídios concedidos aos dois fabricantes – os conglomerados se acusavam, mutuamente, de se beneficiar de financiamentos ilegais e regalias fiscais desleais. Agora, o final da disputa depende da negociação de um termo comum, que encerraria os processos já em andamento. O objetivo é liberar EUA e Europa para uma nova disputa comercial, contra um rival em comum: a…

f0012-01
8 minutos
phenom 300 learjet 75

Foi na manhã do dia 22 de outubro de 1968 que o protótipo do projeto IPD 6504 alçou voo pela primeira vez, na cidade paulista de São José dos Campos. Com a supervisão do engenheiro Ozires Silva, nascia naquele dia e naquela pista, ainda de terra, o avião EMB-110 Bandeirante. Mas foi somente no ano seguinte, em 19 de agosto de 1969, que a Embraer seria criada pelo governo brasileiro, com a missão de fabricar e vender o novo bimotor turbo-hélice. Graças ao seu sucesso, o Bandeirante serviu de base para o desenvolvimento de outras aeronaves, que também obtiveram êxito. Apesar do sucesso, foi apenas após a privatização que a Embraer entrou para a “era a jato”, desenvolvendo aeronaves comerciais de transporte de passageiros e, mais tarde, jatos de negócios,…

f0020-01
6 minutos
cinco razões

Quando a pandemia começou, havia muitas incógnitas. Desde 1918, não se via uma crise sanitária global. Ainda assim, naquela época, as pessoas precisaram de anos até ter uma dimensão completa do que estava acontecendo. Hoje, muitas das consequências foram sentidas muito mais rapidamente, o que não é uma surpresa. Com as restrições impostas por autoridades do mundo inteiro, houve um impacto dramático no setor de aviação, tanto regular como privativa. Enquanto o transporte aéreo comercial de grande porte ainda está se recuperando internamente, os voos não regulares se recuperaram muito mais rapidamente. Além disso, em meados de 2020, o mercado de revenda de aeronaves registrou um boom de transações, que continua até hoje e está passando por um desequilíbrio entre compradores e vendedores – algo que não era visto desde…

f0028-01
18 minutos
seguro aeronáutico

Acidentes aéreos são traumatizantes por natureza, quase insuportáveis, especialmente nos casos em que pessoas perdem a vida ou ficam feridas com gravidade. Às vezes, o único conforto é ter a certeza de que as partes lesadas serão indenizadas por suas perdas. Todos nós, aviadores, estamos cientes dos riscos envolvidos em possuir e operar uma aeronave. Independentemente de experiência de voo, habilidade ou treinamento, continuamos vulneráveis a granizos, bird strikes, lightning strikes, ingestões de objetos estranhos (Foreign Objetc Damage, ou FOD), falhas do sistema hidráulico seguida de pouso com os trens recolhidos, assimetrias de reverso com saídas de pista, falhas de motor seguidas de pouso forçado e assim por diante. No ramo aeronáutico, as apólices de seguro respondem a dois tipos principais de reclamações: aquelas relacionadas aos danos físicos à aeronave…

f0034-01