EXPLORARBIBLIOTECA
searchclose
shopping_cart_outlined
exit_to_app
category_outlined / Negócios & Finanças
Harvard Business Review BrasilHarvard Business Review Brasil

Harvard Business Review Brasil Abril 2017

É a edição brasileira da mais importante revista de economia, gestão e négocios do mundo. Fundada há 91 anos, permanece na liderança das idéias revolucionárias que movem corporações em todo o mundo

País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
RFM EDITORES Ltda
Ler Maiskeyboard_arrow_down
Nota Save 40% on your subscription!
ASSINATURA
US$134,55US$80,73
12 Edições

NESTA EDIÇÃO

access_time1 minutos
antes de mudar a cultura organizacional, mude de estratégia

A reestruturação da cultura organizacional é constantemente apontada por grandes executivos como a melhor solução para resolver os problemas de uma empresa. A matéria de capa da HBR deste mês traz uma outra visão sobre a questão.Jay W. Lorsch, professor da Harvard Business School, e Emily McTague, pesquisadora associada da mesma instituição, entrevistaram quatro gestores reconhecidos pelo mercado que garantem que não é possível “consertar” a cultura de uma empresa. Doug Baker, CEO da Ecolab, Richard Anderson, ex-CEO da Delta Air Lines, Alan Mulally, ex-CEO da Ford e Dan Vasella, ex-CEO da Novartis, acreditam que a cultura organizacional só pode ser mudada com a implantação de novos modelos estratégicos para enfrentar os problemas. As experiências compartilhadas por eles demonstram que a cultura ideal não é um alvo fixo a ser…

access_time2 minutos
o fio condutor da inovação

Há temas corporativos que, com o tempo, recebem um tratamento mais restrito. A segurança cibernética, por exemplo, é sempre invocada para alertar empresas sobre riscos específicos de fraudes, invasões e roubo de dados no mundo virtual. Até aí, nada de errado – muito pelo contrário. Ocorre que os tempos atuais, de transformação digital, alçaram esse assunto a um patamar decisivo para a estratégia das empresas – e boa parte delas ainda não se deu conta. “Ninguém mais inova sem uma postura proativa de segurança cibernética”, diz Demetrio Carrión, sócio de Cybersecurity da EY. “Ela faz a diferença entre ter foco, eficiência e produtividade e ficar envolvido com distrações o tempo todo.” As distrações, no caso, traduzem-se no enorme volume de tempo, recursos e valor de mercado que se perde ao…

access_time1 minutos
1987 pedido de demissão pegue este trabalho e…

Idealmente, todo profissional que pretende deixar um emprego avisaria o chefe durante um encontro franco e respeitoso — seguido por várias semanas de trabalho até o dia da partida. Mas não é o caso de metade das demissões, de acordo com entrevistas com quase 450 trabalhadores e gestores dos EUA realizadas por pesquisadores da Oregon State e da University of Oklahoma.O maior determinante do estilo de pedido de demissão é a opinião do trabalhador sobre o tratamento que recebeu. “Muitos veem esse momento como a última chance de acertar as contas com a organização ou com o gestor”, dizem os pesquisadores. Para as empresas, a maneira como se dá a saída pode fornecer informações úteis: se muitos trabalhadores fazem isso de forma negativa, é provável que isso seja um sinal…

access_time2 minutos
marketing marcas que recebem muitas “curtidas” podem ser superestimadas

Para muitos da área de marketing, tornou-se um símbolo de sucesso: quantas pessoas “curtem” a página do Facebook da empresa? Com o avanço desse tipo de métrica, muitas marcas começaram a gastar milhões de dólares para tentar aumentar os seguidores de mídia social — e os gestores tentam esclarecer algo que muitas vezes é ilusório quando se trata de gastos com marketing: qual é o retorno sobre o investimento?Ao longo dos últimos anos, acadêmicos utilizaram vários métodos para quantificar o valor dos seguidores de mídias sociais, sem resultados consistentes. Em um novo estudo, pesquisadores da Harvard Business School realizaram cinco experimentos envolvendo milhares de temas para explorar duas perguntas: será que o fato de alguém curtir uma marca sugere que é mais propenso a comprá-la?E as curtidas de uma pessoa…

access_time2 minutos
varejo como encontrar a perfeita política de devolução

Enquanto os varejistas batalham por participação de mercado, as políticas de devolução constituem uma importante arma. A teoria é que as devoluções flexíveis podem influenciar os consumidores que estão em cima do muro, porque reduzem o risco na compra. Mas há uma desvantagem: quando há muitas devoluções das compras, a rentabilidade cai. Então, os varejistas olham para o lado positivo — uma política que pode aumentar as vendas sem levar a excessivas devoluções.Para ajudá-los a encontrá-la, os pesquisadores da University of Texas realizaram uma meta-análise de 21 artigos de periódicos sobre políticas de devolução. Eles identificaram cinco componentes: tempo de leniência (o período durante o qual devoluções são aceitas — por exemplo, 30 dias); leniência monetária (quando o varejista deve reembolsar todo o preço de compra ou cobrar uma taxa…

access_time4 minutos
o trabalho na era da automação

Há um temor de que a automação elimine empregos. E ele é acompanhado de um nervosismo ainda maior em relação ao impacto da tecnologia. Há 20 anos, havia menos de 700 mil robôs industriais em todo o mundo, segundo a International Federation of Robotics; hoje, há 1,8 milhão, e o número pode chegar a 2,6 milhões até 2019. A produção manufatureira também cresceu, mas o emprego no setor caiu em várias economias avançadas. A tecnologia foi uma causa dessas mudanças, mas não a única.Atualmente, os robôs estão entrando no segmento de serviços; a impressão 3-D pode ser usada na fabricação de carros e aeronaves; a biotecnologia vai mudar a forma como cultivamos, produzimos alimentos e fabricamos medicamentos; e a nanotecnologia e a inteligência artificial afetarão várias indústrias. Tudo isso pode…

help