EXPLORARBIBLIOTECA
searchclose
shopping_cart_outlined
exit_to_app
category_outlined / Negócios & Finanças
Harvard Business Review BrasilHarvard Business Review Brasil

Harvard Business Review Brasil Agosto 2017

É a edição brasileira da mais importante revista de economia, gestão e négocios do mundo. Fundada há 91 anos, permanece na liderança das idéias revolucionárias que movem corporações em todo o mundo

País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
RFM EDITORES Ltda
Ler Maiskeyboard_arrow_down
Nota Save 40% on your subscription!
ASSINATURA
US$134,55US$80,73
12 Edições

NESTA EDIÇÃO

access_time1 minutos
a saúde nas empresas está comprometida, mas há remédio.

Há anos as empresas investem milhões em programas para implementar novos processos, estruturas e sistemas melhores e mais eficientes, quase sempre sem sucesso. O fator determinante do fracasso? As pessoas. Só uma liderança atenta a esta questão está apta a ajudar as pessoas a escapar do status quo e fazer as mudanças necessárias.Nesta nossa terceira edição sobre gestão da saúde nas corporações trazemos uma série de artigos com propostas para novos modelos de negócio que questionam na raiz o status quo e trazem um novo olhar para o problema. Em todos eles, as pessoas estão no centro das atenções.Leemore S. Dafny e Thomas H. Lee, ambos de Harvard, defendem que só a concorrência pode melhorar a qualidade, estimular a inovação e reduzir os custos do sistema de saúde dos EUA.…

access_time1 minutos
trans • for • ma • ção (substantivo feminino)

1 Do latim TRANSFORMATIO. Qualquer tipo de alteração que modifica um sistema dando uma nova forma, aspecto, molde ou aparência a partir de um fenômeno de mudança. ■…

access_time5 minutos
como prever a rotatividade do pessoal de vendas

“EM EMPRESAS COM POUCA VARIAÇÃO NO DESEMPENHO, OS REPRESENTANTES DE VENDAS SENTEM-SE MENOS DESAFIADOS E PODEM TER POUCO INCENTIVO PARA TRABALHAR COM DISPOSIÇÃO, POR ISSO ESTÃO PRONTOS PARA SAIR.”As empresas se preocupam com o desgaste dos funcionários de todos os departamentos. Isso é particularmente oneroso numa área específica: vendas. Estimativas mostram que entre vendedores a rotatividade anual é alta, da ordem de 27% — duas vezes maior que a taxa de toda a força de trabalho. Em vários segmentos leva-se em média menos de dois anos para contratar. Certo desgaste é esperado, como quando os funcionários com desempenho mais fraco saem ou são dispensados, mas em boa parte não é — e toda vez que um funcionário com excelente desempenho sai, a empresa arca com vários custos diretos e indiretos.…

access_time2 minutos
“saber antecipadamente que receberam uma proposta é uma grande vantagem.”

Você já testemunhou muita rotatividade em suas equipes de vendas? Já chegamos a ter uma média de 28% ao ano, mas esse número é um pouco irreal. Vendemos um produto complexo, intangível, por isso existe uma curva acentuada de aprendizado. São necessários 12 a 18 meses para uma pessoa estar realmente capacitada, e nesse período a taxa de rotatividade é inaceitavelmente alta. Mas depois a rotatividade entre nossos vendedores classe “A” é de apenas 5%. Nosso plano de compensação garante que raramente nossos melhores vendedores nos deixem.Se você suspeita que alguém pode sair da empresa, com que eficiência você interfere para impedir? Saber de antemão que ele recebeu uma proposta é uma grande vantagem. Você para, senta e faz a intervenção. Geralmente estão magoados de alguma forma, por isso você…

access_time5 minutos
o programa de governança da informação no centro do negócio

Notícias recentes sobre ataques cibernéticos e roubo de informação corporativa têm chamado a atenção da maioria das corporações. Ainda assim, brechas de segurança da informação representam apenas uma das muitas ameaças que desafiam as empresas, que, muitas vezes, esgotam toda sua capacidade de resposta para tratar somente uma parte do problema.Sabendo disso, as empresas dedicarão recursos para somente responder às ameaças atuais, ou empregarão uma estratégia mais ampla que traga à tona o o impacto dos riscos inerentes à informação? Elas devem se perguntar se é o momento de abandonar a abordagem segmentada de tratar estes riscos – segurança da informação, privacidade, gerenciamento de dados, eDiscovery (métodos de busca e obtenção de dados eletrônicos para determinados fins) e outros – para trabalhá-los em conjunto, endereçando assim riscos que dizem respeito…

access_time2 minutos
empreendedorismo cada mudança precisa de uma história

OS FUNDADORES SABEM que, independentemente de qual seja seu plano de negócio original, gerir uma start-up significa navegar por um rio de hipóteses, experimentos e redirecionamentos de forte correnteza, e muitas vezes isso resulta na adoção de um modelo muito diferente. Mas mesmo os empreendedores que festejam a mudança (pivot em inglês) nem sempre reconhecem a necessidade de partilhar a racionalidade subjacente com clientes, investidores e jornalistas que podem se sentir confusos ou decepcionados com a mudança de rumo.Uma nova pesquisa que analisou as comunicações de duas startups durante o período de seis anos oferece uma estrutura teórica em três partes para orientar empresas inexperientes em suas mudanças estratégicas. Embora as empresas estudadas tenham perfil e produtos finais similares (as duas acabaram oferecendo ferramentas automatizadas de investimento), uma cresceu a…

help