EXPLORARBIBLIOTECA
searchclose
shopping_cart_outlined
exit_to_app
category_outlined / Negócios & Finanças
Harvard Business Review BrasilHarvard Business Review Brasil

Harvard Business Review Brasil Novembro 2015

É a edição brasileira da mais importante revista de economia, gestão e négocios do mundo. Fundada há 91 anos, permanece na liderança das idéias revolucionárias que movem corporações em todo o mundo

País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
RFM EDITORES Ltda
Ler Maiskeyboard_arrow_down
Nota Get 40% OFF with code: BIG40
ASSINATURA
US$140,33
12 Edições

NESTA EDIÇÃO

access_time1 minutos
saúde econômica e eleições de 2016

Os estágios iniciais das eleições presidenciais dos Estados Unidos nos fazem temer pela democracia. Em meio a tanto ruído inútil, potenciais candidatos normalmente utilizam retórica simplista ou até demagogia odiosa para ganhar as manchetes e conquistar uma base eleitoral. Do lado positivo, as campanhas também podem revelar algumas ideias interessantes — e isso já está acontecendo no front econômico. Jeb Bush, candidato republicano, apresentou uma proposta que simplificaria enormemente a lei tributária americana. Seu plano inclui corte de impostos que beneficia os ricos, mas também tapa alguns buracos que atualmente beneficiam corporações e gestores de fundos de investimentos. Pelo menos, é um bom tema para iniciar uma discussão. Os democratas também estão testando grandes temas no curso da campanha. O plano econômico de Hillary Clinton deve abordar a ampliação da desigualdade…

access_time1 minutos
colaboradores

Quando Deborah Kolb estava na faculdade, participou de uma amarga negociação entre um sindicato de professores e um conselho escolar. Ela ficou fascinada pelo modo como o mediador ajudou no acordo entre as partes. A curiosidade contribuiu para que Deborah trabalhasse profissionalmente com negociações, que ela insiste em estudar na vida real, e não no laboratório. Nesse percurso, desconstruiu vários mitos — incluindo a arraigada crença de que as mulheres não pedem o que querem — e apontou diversas formas de estruturar relações e acordos para ser bem-sucedido. Seu artigo sobre como lidar com negociações cotidianas começa na página 83. Hong Hao, o artista em foco deste mês, utiliza itens de seu dia a dia para documentar a ascensão econômica da China. Seus intrincados padrões de objetos — livros, canecas, latas…

access_time2 minutos
ética os órgãos reguladores são mais condescendentes com empresas socialmente responsáveis?

Oque uma empresa com fins lucrativos ganha ao investir em responsabilidade social corporativa? Uma coisa é reputação. Os clientes podem reagir de modo mais positivo a empresas socialmente responsáveis e assim também os futuros funcionários. Uma nova pesquisa sugere que os clientes e funcionários potenciais não são os únicos a serem influenciados pela responsabilidade social. É possível que os órgãos reguladores observem isso também. Os pesquisadores estudaram o grau de rigor com que as empresas eram multadas pelo Departamento de Justiça e pela Comissão de Valores Mobiliários por violações da Lei sobre Práticas de Corrupção no Exterior (especificamente, suborno) de 1990 a 2013. Examinaram então os dados, cotejando-os com as avaliações de responsabilidade social dos violadores, extraídas de um indicador amplamente utilizado. Essa análise revelou que melhorias relativamente pequenas em atividades de…

access_time2 minutos
serviço ao consumidor “inocule” compradores contra a insatisfação

Praticamente todas as empresas consideram pedidos de desculpas, descontos e outras formas de “recuperação” como os únicos caminhos para manter a satisfação dos consumidores quando há falhas no serviço. Porém pesquisadores na Alemanha e Inglaterra descobriram um tratamento muito diferente: administrar uma vacina psicológica. A equipe de pesquisa enviou aos consumidores de uma empresa aérea europeia emails com uma redação cuidadosamente elaborada antes de seus voos. A primeira continha elogios à empresa aérea (seu “compromisso com a qualidade do serviço lhe havia rendido vários prêmios”); a segunda oferecia uma justificativa branda a uma possível reclamação (“é difícil eliminar uma longa espera na coleta de bagagem”). O propósito da sequência das duas mensagens era infundir sentimentos positivos sobre a empresa aérea e então induzir os clientes a manter esses sentimentos no caso de…

access_time1 minutos
investimentos explorando a lacuna do acesso dos celulares à internet

Nos países desenvolvidos, a maioria dos usuários de celulares tem acesso à internet. Nos mercados emergentes, somente uma pequena minoria tem — porém, em muitos lugares isso está mudando rapidamente. Os pesquisadores da Tufts University nomearam a medida daqueles habitantes dentro de um país cujos telefones têm acesso à internet ver sus aqueles que não têm de “lacuna de acesso de celulares à internet”. Quanto maior a lacuna, maior o ponto. Os investidores consideram as grandes lacunas como oportunidades. Pela pesquisa, calculam que o uso elevado de telefone celular combinado a uma parcela pequena, porém em rápido crescimento, de celulares conectados à internet levará a um aumento radical de usuários de celulares com acesso à internet. Isso, por sua vez, significa mais comércio eletrônico e mais negócios para vendedores de publicidade…

access_time4 minutos
100 os ceos de melhor desempenho do mundo em 2015

Liderança com consciência O nome do CEO de melhor desempenho do mundo não é familiar. De fato, Lars Rebien Sørensen nem sequer se parece com um executivo global. Nos encontramos com o diretor-executivo da gigante farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk em sua casa de verão à beira do lago, na pacata cidade de Ridgefield, Connecticut. Ele nos recebeu de bermuda, sandálias e camisa polo, pronto para o passeio de bicicleta que faria mais tarde. Como foi que esse dinamarquês discreto obteve o 1º lugar na nossa lista? Em parte, graças à feliz decisão que sua empresa tomou há anos de se concentrar quase exclusivamente no tratamento para diabetes. O crescimento global descontrolado da doença tem impulsionado as vendas e o preço das ações. Mas sua posição também reflete o profundo envolvimento da Novo Nordisk…

help