Revista GULA

272

Gula é top of mind do Brasil em vinho e gastronomia, a mais respeitada revista do segmento, a completar 30 anos em 2020.

País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
Trincadeira
Periodicidade:
Quarterly
US$ 4,13
US$ 14,16
4 Edições

nesta edição

2 minutos
viajar é preciso

Nada melhor para um repórter do que ir aonde a notícia está. E nada melhor para uma reportagem do que ir a campo, sentir o cheiro das coisas, pisar nos solos, olhar nos olhos. In loco, a percepção é outra. É exatamente isso que gostamos de fazer na Gula. Viajar, visitar, conhecer, conversar. Ir aos lugares, falar com as pessoas. Assim podemos de forma muito mais convincente, contar as histórias. É nas vinhas que nasce o vinho. E nas vinhas espanholas de regiões ainda emergentes – mas que têm muito potencial para dar cartas num futuro próximo – viajamos, conversamos, provamos. Olhos nos olhos, visitamos Massimo Bottura na Casa Maria Luigia, seu hotel rural de 12 quartos nos arredores de Modena. Pé no chão, passeamos pelas ruas da encantadora Paraty, atrás…

f0005-02
5 minutos
sulfuroso, sulfitos e sulfetos no vinho: o que são?

BRITÂNICO, DOUTORADO EM BIOLOGIA VEGETAL, É UM DOS MAIS REPUTADOS JORNALISTAS ESPECIALIZADOS EM VINHO. COLUNISTA NO THE SUNDAY EXPRESS, COLABORA COM A DECANTER, SOMMELIER JOURNAL, HARPERS, THE WORLD OF FINE WINE, GRAPES TALK, REVISTA DE VINHOS, ENTRE OUTROS. CRIADOR E AUTOR DO PORTAL E BLOG WINEANORAK.COM. OS SEUS LIVROS FLAWLESS, I TASTE RED, THE SCIENCE OF WINE SÃO REFERÊNCIAS NO MUNDO EDITORIAL DOS VINHOS. Quem esteja a ouvir alguém a conversar sobre vinhos, não demorará muito para que o termo sulfuroso venha à baila. É ampla - e incorretamente - usado em muitos contextos de forma abrangente para designar três entidades químicas distintas e é, seguramente, um tópico que provoca muita confusão. Os termos químicos são sulfuroso, sulfitos e sulfetos, todos diferentes e desempenhando várias funções na vinha e na adega. Mesmo…

f0006-01
3 minutos
onde reina a chenin

JORNALISTA E UM DOS CRÍTICOS DE VINHOS MAIS RESPEITADOS NO BRASIL. ESCREVEU REGULARMENTE PARA OS JORNAIS O GLOBO, FOLHA DE S. PAULO E O ESTADO DE S. PAULO. ATUALMENTE DEDICA-SE À PRODUÇÃO DA NEWSLETTER HORTALETTER E DO BLOG LUIZ-HORTA.COM. Demorei mais de uma década para visitar a África do Sul. Recebia convites semestrais, até mais frequentes que isto. Quase aceitava, mas pensava na viagem longa, no cansaço do trabalho que tais viagens implicam (quem pensa que é comer e beber do bom e do melhor, não entende que vinho, para quem fez do tema profissão, é trabalho). No caso, o que mais me desanimava e me fazia inventar desculpa para não ir era imaginar aquelas centenas de pinotages para provar. Escapulia daqui e dali. Um dia, num evento bienal chamado “Espai Priorat”,…

f0008-01
3 minutos
verão da cotê d’azur 2021. tristezas e alegrias gastronômicas

UM DOS MAIORES NOMES DA HISTÓRIA DA PUBLICIDADE BRASILEIRA, VENCEDOR DE DIVERSOS LEÕES NO FESTIVAL DE CRIATIVIDADE DE CANNES, É ATUALMENTE CHAIRMAN DA W/MCCANN. VIVE ENTRE LONDRES, SÃO PAULO E LUGARES AO REDOR DO MUNDO ONDE POSSA FAZER DESCOBERTAS GASTRONÔMICAS. Vou começar pelas más: o histórico e antológico Restaurant de Bacon, localizado em Cap D’Antibes, fundado pela família Sordello em 1948, e vendido por essa mesma família em 2020 depois de mais de 70 anos de excelência, começa a desaparecer. Os compradores, donos do Le Bâoli, uma mistura de night club com restaurante, localizado em Cannes, na região de Port Canto, não têm a mínima vocação para um negócio tão requintado. Tanto é que já promoveram trágicas modificações no tradicional Bacon. Mudaram o nome do restaurante para Maison Bacon e imprimiram esse…

f0010-01
1 minutos
mesa

Um pinot em ótima forma Gerald Vallée produz este pinot leve, delicioso e versátil, fermentado parte em inox e parte em madeira velha. Um tinto que funciona acompanhando pratos como um galeto grelhado, um magret de pato com molho de damascos, ou mesmo para valorizar a pizza nossa de todos os domingos. Cor aberta, aromas clássicos da uva como cereja ácida, framboesas e um levíssimo e sutil toque terroso. Na boca, ganha pela leveza. Tem boa tensão, alguma verticalidade, uma fruta fresca e gostosa. Deliciosamente fácil de gostar – AL Consumir entre:2021 e 2029 Preço Médio: R$ 175 Temperatura de consumo: 14º 90 LES ATHLÈTES DU VIN PINOT NOIR 2019 França/Vale do Loire/Tinto…

f0012-03
1 minutos
guardar

Um grande ano, um baita vinho De um modo geral um porto vintage já é um espetáculo. Mas em alguns anos, a Mãe Natureza parece querer mandar obras de arte atemporais para os pobres mortais. Foi assim no Douro para a produção de vinhos do porto em 2017. Um ano especular, dos melhores de sempre, comparado a nada menos que o também mítico 1945. Os portos 2017 são estupendos. E ficarão ainda mais fantásticos com anos de cave. Este Graham’s está entre os melhores da leva. Se você não se aguentar para beber agora, compre então duas garrafas. Pois uma merece ser guardada. Pelo tempo que você aguentar. Até porque este vinho viverá muito mais do que todos nós. Um ano incrível, um vinho espetacular. Este Graham’s Vintage 2017 está entre os…

f0014-03