Comida & Vinho
Sabor Club

Sabor Club Edicao 40

Sabor.Club faz parte de uma plataforma de comunicação criada para enriquecer experiências gastronômicas. Com um olhar moderno, nós buscamos e propagamos informação para revelar não só comida, mas também o modo de vida

País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
Inner Publishing Net LLC
Periodicidade:
Back issues only
Ler Mais

nesta edição

2 minutos
editorial

Sabor,.CLUB o manifesto: • Nós comemos • Nós bebemos • Nós cozinhamos • Nós viajamos (para comer) • Nós conversamos (também sobre comida) • Nós acreditamos que comer é uma das grandes maravilhas da vida – e viva a boa mesa! VOCÊ TEM EM MÃOS UMA EDIÇÃO HISTÓRICA. Isto porque ela foi produzida no meio do pandemonio que a pandemia da Covid-19 nos colocou. Apesar isso, esta é a única vez que você nos verá falando diretamente sobre esse tema. O motivo para isso é simples, como Sabor.club é uma publicação com aspecto perene e colecionável – afinal, histórias e receitas, definitivamente, não envelhecem –, achamos que não é o caso de “datar” a revista, embora estejamos vivendo uma período que marcará a história da humanidade para sempre. Resolvemos nos conectar com o momento de outro modo. Mais do…

3 minutos
o nosso francisco

PARECE CENA DE FILME. Numa sequência que ficará marcada na história da humanidade. Em meio a aflição da pandemia mundial que assola o planeta, o Papa Francisco I vai para o centro da Praça de São Pedro, diante do Vaticano, e, sozinho, conduz um ritual raríssimo. Ele abençoa, perdoa e pede santo socorro. Mais do que isso, diz palavras sábias e, mais uma vez, encanta o mundo todo. Pobre do povo por viver tempos tão difíceis, afortunado que é por ter um líder religioso (não importa o credo) como este homem. Da igreja para a cozinha, dizia a Julia Child que “as pessoas que amam comer são sempre as melhores”. Sobre boas pessoas seria uma redundância falar do nosso Papa Francisco I, exceto pela revelação que, sim, ele ama comer – como as…

1 minutos
o chef do papa

Ele fez carreira na sua Itália Natal e brilhou em casas de renome em Florença e Siena. Até que foi descoberto pelos comandantes do tradicionalíssimo Terraço Itália, em São Paulo, e aceitou assumir a cozinha da casa, onde está até hoje. Pasquale destaca-se por cozinhar com uma leveza suprema, calcada na pureza de ingredientes que trata como tesouros, a exemplo das ervas, dos pomodori, do azeite e do queijo Grana Padano. O chef cuja comida realmente encanta faz o mais difícil: transforma o que parece simples em algo divinal.…

1 minutos
“por favor, reze por mim”

Quem conta a história é o chef Pasquale Mancini. Todas as manhãs, na Residência Assunção, é rezada uma missa, com a presença das freiras. Durante a passagem do Papa não foi diferente. Numa delas, o cozinheiro estava sentado numa das últimas fileiras da sala transformada em capela, quando percebeu uma movimentação atrás dele. Era Francisco I. Com passos leves, ele se aproxima, vê uma cadeira vazia, ao lado de Pasquale, pede licença para ele e senta-se ali, para orar também. Ao fim do ritual, o Santo Padre levanta-se, olha para ele e pede: “Por favor, reze por mim”.…

1 minutos
tagliatelle com ragu de coelho

(4 porções) INGREDIENTES Tagilatelle da sua preferência (com ovos ou sêmola)½ coelho desossado e moído1 talo de salsão1 cenoura1 cebola bem picadinha400 g de tomates frescos picados, sem pele e sem sementes½ copo de vinho branco6 col. de sopa de azeite italiano (frutado)1 dente de alho inteiro¼ de noz moscada ralada na horaSal e pimenta do reio moída a gosto1 casca de limão siciliano Alecrim para decorar PREPARO Em uma panela, coloque o azeite, o salsão, a cenoura, a cebola, o alho, a casca de limão e a noz moscada. Refogue bem Acrescente o coelho e cozinhe até dourar. Coloque o vinho branco e deixe evaporar Retire o alho e a casca de limão, desprezando-os. Tempere com sal e pimenta Coloque os tomates e cozinhe por meia hora, em fogo baixo Se perder muito líquido,…

2 minutos
loura original

1 Em meados do século 19, a produção de cerveja não era animadora na cidade de Pilsen, na Boêmia, atual República Tcheca, ainda mais se comparado às maravilhas produzidas na vizinha Alemanha. 2 A cidade tinha cervejarias dedicadas às ales (de alta fermentação), de baixa qualidade e vida curta, gerando revoltas nos consumidores. Em 1838, um dos protesto destruiu 36 barris de cerveja na praça central. 3 Comerciantes, donos de cervejaria e governantes se uniram para mudar o panorama com a construção de uma cervejaria de alta tecnologia, seguindo a linha do que de melhor estava sendo feito no continente. 4 O “culpado” pela revolução, porém, tinha nome e sobrenome: Joseph Groll, um cervejeiro alemão da Bavária que fora contratado para comandar a nova empreitada. 5 Genial e genioso, Groll viajou ao Reino Unido…