EXPLORARBIBLIOTECA
Comida & Vinho
Sabor Club

Sabor Club No. 011

Sabor.Club faz parte de uma plataforma de comunicação criada para enriquecer experiências gastronômicas. Com um olhar moderno, nós buscamos e propagamos informação para revelar não só comida, mas também o modo de vida

País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
Inner Publishing Net LLC
Periodicidade:
Back issues only
Ler Mais

nesta edição

2 minutos
sabor.club,o manifesto:

• Nós comemos• Nós bebemos• Nós cozinhamos• Nós viajamos (para comer)• Nós conversamos (também sobre comida)• Nós acreditamos que comer é uma das grandes maravilhas da vida – e viva a boa mesa! DIZ A PAOLA CAROSELLA, na reportagem de capa desta edição, sobre os dias difíceis na vida de um cozinheiro: “Os momentos pesados são mais desafiantes, sabe?” O País inteiro sabe. Assim quem vive nele tem a certeza de que não há receita para superá-los senão trabalho (muito trabalho) e criatividade. Por aqui, estamos fazendo a nossa parte. Até hoje ainda ouvimos comentários curiosos de quem olha o conteúdo, a forma e a verdade da revista Sabor.club e surpreende-se com a coragem de, nessa altura do campeonato, lançarmos um novo projeto e mergulharmos de cabeça nele, apesar da ressaca que…

2 minutos
o peru faz a festa

Quando o peru circulava ainda selvagem, leve e solto pelos EUA, a sua terra de origem, era uma das presas mais cobiçadas pelos caçadores. E ter carne de caça à mesa era coisa para poucos. Só para vitoriosos. Foi por isso que, com o tempo, o peru na travessa migrou para o outro lado do Atlântico e acabou substituindo outra ave nobre nas refeições de celebração: o cisne. O tempo passou, o peru acabou em cativeiro, onde engorda rápido e, consequentemente, alimenta muita gente de uma só vez. Aí, virou símbolo de Ação de Graças, época em que os agricultores ianques agradeciam pela boas colheitas. Hoje, todos os americanos agradecem pelas coisas boas da vida e pelas vitórias no trabalho e na vida pessoal. Com um detalhe: a ave deve ser…

2 minutos
10 passos para o peru perfeito

1 Faça a compra certa É fundamental ter uma ave de qualidade. E quanto maior ela for, maior deverá ser o forno para assá-la como se deve. Um peru de 5 quilos serve de 10 a 15 pessoas. 2 Lave a ave Colocar a ave em água corrente e lavar bem, seja no exterior, seja no interior, entre a pele e a carne. Há quem use sabão de coco para fazer isso. Ao utilizá-lo, atenção para o enxague. Não pode sobrar nada. 3 Marine a ave, é fundamental A receita mais tradicional leva suco de laranja, vinho branco seco, dentes de alho cortados em lâminas, folhas de louro, sal e pimenta do reino em grãos. Coloque o peru numa assadeira, cubra com o caldo e deixe coberto na geladeira por uma noite. 4 Recheie só na…

1 minutos
mistura fina

Tinha tudo para ser o samba do crioulo doido. Imagine só: três chefs que queriam abrir um bar, não um restaurante. Que queriam juntar fine dining, pizza, snacks, drinques, vinhos, música e artes plásticas. Por incrível que pareça, essa é a gênese do Terço – e funciona muito bem, obrigado. Luiza Hoffmann, Luiz Moraes e Sayuri Tsuji conciliaram sabores de infância e técnicas afiadas para comporem um menu eclético, com gostosuras irrepreensíveis. Entre elas, vale começar pelo mac’n’cheese (que não é um pote fumegante cheio de massa grudenta, mas cubos empanados e sequinhos) e pelo rosbife de fraldinha (belamente temperado). Em seguida, dois pratos chamam a atenção: o bouef wellington (que surge em uma espécie de versão tatin, com o mignon sobre cogumelos coberto por massa folhada) e o polvo (cozido…

1 minutos
3 novos hits do rio

1 LILIA – A casa de comida contemporânea num antigo casarão da Lapa só abre para o almoço, onde há pratos muito bem bolados pelo chef Lucio Vieira. Ele faz uma fórmula (R$ 50) que muda todos os dias. 2 NOSSO – É o must-go da cidade no momento. Gastrobar de três andares, em Ipanema, com cardápio transado de comidinhas e ótimos drinques. Para ver e ser virsto. 3 CAFÉ SECRETO – O lugar escondidinho no Catete já existe há algum tempo, mas cresceu, mexeu na carta de blends e colocou comidinhas bacanas, como sandubas com o sourdough sensacional na padaria Slow Bakery. Ficou balado.…

1 minutos
cerveja fresca, sem frescura

Que tal beber ótimos rótulos artesanais fresquíssimos, feitos no mesmo lugar onde são vendidos? Parece a visão do paraíso, né? Se você realmente gosta de cerveja, é mesmo. Na Trilha, até ontem uma cervejaria cigana, a gente não encontra garçom, nem cozinha, mas 12 taps com fermentadas de inúmeros estilos, produzidas com esmero e competência. Quando passamos por lá, nos esbaldamos com a juicy IPA Citra-me e com a Damascus, uma saison com Damasco. Vale dizer, às vezes, param uns food trucks nas redondezas. Rua Apinajés, 137, Perdizes, São Paulo – SP. Tel.: (11) 4329-0193 Sobe CASA DO PORCO – Não a comida do chef Jefferson Rueda ou o lugar, que já estão no topo. Mas a nova carta de drinques criada pelo roteirista e barman Danilo Nakamura. São sete novos coqueteis com…