探索我的图书馆杂志
期刊分类
特色期刊
探索我的图书馆
 / 电影,电视与音乐
LOUD!LOUD!

LOUD!

Dezembro 2019

Revista mensal de música, sendo já uma instituição em Portugal após 15 anos de existência ininterrupta inteiramente dedicada à música extrema, com mais de 800,000 exemplares vendidos. É a única publicação impressa do país dedicada ao mundo do metal, tendo-se tornado não só uma influência decisiva de opinião como parte integrante do dia-a-dia das diversas tribos afectas à cultura alternativa.

国家:
Portugal
语言:
Portuguese
出版商:
Pessoal do 13- Publicacoes, Ltd
阅读更多
购买期刊
HK$20.97
订阅
HK$210.41
12 期号

本期

3
classicismos

Não é certamente um eufemismo dizer que, embora o anúncio e eventual edição do «Fear Inoculum», dos Tool, tenha sido o acontecimento deste ano para uma enorme multidão, houve mais um disco, muito desejado, a aquecer ânimos e a elevar expectativas em 2019. Isto porque aqui temos, at long last, o tão aguardado álbum orquestral dos alemães Blind Guardian. Com origem no período anterior ao lançamento do icónico «Nightfall In Middle-Earth», anunciado como uma possível banda-sonora para a trilogia de filmes «O Senhor Dos Anéis», o projecto foi ignorado por Peter Jackson e pela sua equipa de produtores. A ideia acabou por ficar para segundo, ou até terceiro, plano, face ao desejo dos próprios músicos de se concentrarem na outra tarefa que tinham em mãos – terminarem o próximo capítulo…

1
loud!

DETENTORES COM MAIS DE 5% DO CAPITAL DA EMPRESA José Miguel Rodrigues, José Carlos Santos, Bernardo Serralha, Pedro Oliveira, Signoff - Consulting Unipessoal, Lda. DIRECTOR José Miguel Rodrigues [jmr@loudmagazine.net] CHEFE DE REDACÇÃO / DIRECTOR ADJUNTO José Carlos Santos [jcs@loudmagazine.net] GERÊNCIA Pedro Oliveira, Daniel Marujo COLABORADORES Carlos Guimarães, Cátia Nóbrega, Emanuel Ferreira, Fernando Ferreira, José Almeida Ribeiro, José Raposo, Luís Pires, Luís Rattus, Marta Louro, Nelson Santos, Pedro C. Silva, Ricardo Agostinho, Ricardo S. Amorim FOTOGRAFIA Catarina Torres, Estefânia Silva, Jorge Botas, Pedro Almeida, Pedro Roque, Sónia Ferreira Capa: Gyula Havancsák DESIGN Joaquim Pedro ILUSTRAÇÕES Stebba Ósk, Pedro Silva IMPRESSÃO Jorge Fernandes, Lda. Sede do Impressor: Rua Quinta Conde de Mascarenhas, Lote 9, Vale Fetal, 2820-652 Charneca Da Caparica…

3
notícias

Como forma de celebrar os 25 anos sob a edição do primeiro álbum dos GENOCIDE, a Larvae Records, em parceria com a Nightfear, anunciou a reedição do disco em diversos formatos. À cabeça temos uma edição em boxset, super-luxuosa que inclui o álbum em vinil de 12” (com respingos vermelhos/pretos), CD-duplo, cassete com fita de prata, t-shirt, remendo bordado, palheta de guitarra, adesivo de logótipo e um certificado de autenticidade numerado à mão e assinado pela banda. As outras edições, um pouco menos ambiciosas, passam pelo vinil e CD-duplo, com este contendo não só o disco de estreia, mas também temas incluídos em diversas colectâneas da altura, as maquetas e um par de faixas ao vivo. Após o anúncio das pré-vendas, as 50 cópias iniciais da caixa esgotaram e como,…

4
arte de furtar e a corrupção do bacalhau

Rubricada pela guerra com Castela pela autonomia pátria e por uma friíssima conjuntura climática devastadora para o agriculto, a segunda metade do século XVII foi em Portugal período de contraste entre treva e luz, pontilhado por migrações para os espaços ultramarinos; em principal, os dos Brasis. Foi um tempo em que a aristocracia da dita “corte na aldeia” se reurbanizou, enquanto novíssimas casas senhoriais se levantavam por todo o reino. São anos de conspirações urdidas para derruir a recém-instaurada dinastia de Bragança; como a que foi maquinada por D. Sebastião de Matos e Noronha, arcebispo de Braga, e pelo sobrinho Rui de Matos de Noronha, o primeiro – e último… – conde de Armamar. Este foi o mapa mental que acolchoou o nascimento de um dos mais espantosos livros da…

4
astrosaur

“No momento da criação, acho que a única coisa que deve ser obrigatória é seguirmos a nossa inspiração.” Convenhamos, os ASTROSAUR podiam ser outra banda qualquer. Um trio de músicos muito talentosos e criativos, apostados em anular as linhas que dividem a música extrema. Verdade seja dita, todos, ou quase todos, os países têm uma proposta destas. Só que, no caso destes noruegueses, há uma série de detalhes que, mesmo que a música fosse só passável, o que não é o caso, já bastariam para se tentar perceber melhor as motivações do grupo. Não que seja uma coisa assim tão bizarra, mas a banda é formada por três jovens, o guitarrista Eirik Kråkenes, o baixo Steinar e o baterista Jonathan Eikum, que suaram as estopinhas para estudarem, efectivamente, aquilo que fazem.…

3
grand slam

O Os GRAND SLAM foram a última banda que Phil Lynott criou, antes da sua morte em Janeiro de 1986. O guitarrista da época, Lawrence Archer, resolveu regressar agora com o grupo, e estreia-se com «Hit The Ground». A nova versão dos Grand Slam é constituída por Mark Stanway, Mike Dyer, David Boyce e Benji Reid. Todos eles escolhidos por Lawrence Archer, conhecido inicialmente pelo trabalho com os Stampede, nome da NWOBHM, e mais tarde pela participação nos UFO. O guitarrista explica-nos que sempre teve em mente gravar os temas da forma que deviam ter sido gravados, para poderem ser escutados da forma correcta, justificando assim este regresso. “Este foi o momento da minha carreira em que tive tempo e dinheiro para investir no projecto,” explica. “No passado existiram gravações…