Adega

Adega Edicao 184

ADEGA traz-lhe o melhor do apaixonante e sofisticado mundo do vinho. Matérias completas com imagens deslumbrantes dos grandes vinhos, regiões produtoras, vinícolas, entrevistas, viagens, dicas de harmonização e centenas de avaliações independentes de vinhos para todos os gostos, bolsos e ocasiões. Leia e comprove porque ADEGA é a maior revista de vinhos em Português.

Ler Mais
País:
Brazil
Língua:
Portuguese
Editora:
Inner Publishing Net LLC
Periodicidade:
Monthly
2,67 €(IVA Incl.)
17,87 €(IVA Incl.)
12 Edições

nesta edição

1 minutos
herbicida da soja causa prejuízo para a viticultura gaúcha

Produtores e associações do Rio Grande do Sul estão denunciando a má aplicação do herbicida 2,4-D nas plantações de soja como o responsável por prejuízos em culturas mais sensíveis como a da uva. Segundo a Cooperativa de Vinhos Jaguari, localizada no centro-oeste gaúcho, a produção da uva destinada à vinificação teve uma queda de 30% devido ao mau uso do agrotóxico. Outros produtores relataram perdas ainda maiores. “É motivo para chorar. Eu mesmo conheço produtor que perdeu 90% da própria produção e o assunto é muito sério”, revela Valter Potter, presidente da Associação de Vinhos da Campanha Gaúcha. Segundo ele, o último relatório apresentado pela Secretária de Agricultura do estado não revela a gravidade da situação, pois diversos produtores deixaram de denunciar por não acreditarem que haverá punições aos envolvidos. “São…

1 minutos
o custo do fogo

Em uma conferência para líderes da indústria do vinho norte-americana, Jon Moramarco, dono da empresa de pesquisas de mercado bw166 e editor dos relatórios da Gomberg, Fredrikson & Associates, afirmou que os incêndios florestais de 2020 vão custar, para o setor vitivinícola dos Estados Unidos, US$ 3,7 bilhões em perdas e que está preocupado com o mercado pós-pandemia. A estimativa sobre os impactos do fogo é baseada em danos diretos, frutas rejeitadas e vendas perdidas que devem atingir o ápice em 2023. E, segundo Moramarco, 2021 será desafiador. “A esperança é algo para saborear, mas não é uma estratégia. Como indústria, precisamos esperar o melhor, mas planejar algo menos”, afirmou ao falar sobre o cenário pós-Covid. “Para ser honesto, olhando para a pandemia, ela provavelmente terá maiores repercussões de longo prazo…

1 minutos
roubo inusitado em champagne

Desde o fim do ano passado, houve diversos roubos ligados a vinho na França, e, na maioria deles, obviamente, o que foi furtado foram garrafas valiosas. No entanto, a Moët & Chandon, uma das mais conhecidas casas de Champagne, reportou que sofreu um roubo inusitado. Ela afirma que ladrões invadiram uma propriedade em Ay, na região de Champagne, e roubaram 14 ovelhas. Pois é. O vinhedo do qual os bichos foram levados é experimental e faz parte de pesquisas da vinícola para aprimorar suas políticas sustentáveis e as ovelhas são – ou eram – parte dos estudos para a ecopastagem do vinhedo. “Foi o pastor da empresa de serviços quem me avisou. O painel solar que fornece eletricidade para a cerca também foi roubado. É uma parcela experimental de ecopasteamento. Fazia…

2 minutos
vinho sempre na frente

Relação entre consumo do vinho junto à comida pode ser a razão para seu melhor desempenho entre as bebidas alcoólicas Um estudo feito pela Universidade de Glasgow analisou os hábitos de 300 mil britânicos e descobriu que os consumidores que preferem cerveja ou destilados têm um risco maior de ter cirrose hepática e doenças que podem levar à morte do que quem bebe quantidades compatíveis de vinho. A pesquisa intitulada “Associação entre padrões de consumo de álcool (tipo de bebida, frequência e consumo com alimentos) e risco de resultados adversos à saúde: um estudo de coorte prospectivo” averiguou ainda que, além do álcool, os hábitos alimentares dos consumidores que preferem cerveja ou destilados em comparação a quem toma vinho é um fator decisivo. Isso porque os indivíduos que preferem vinho tendem a…

1 minutos
uma mãozinha com o vinho

A Samsung lançou, na tradicional CES – Consumer Eletronics Show –, um robô mordomo (na verdade um braço robótico) que utiliza inteligência artificial para reconhecer e manusear diversos objetos do dia a dia como pratos, copos, talheres e taças. Batizado de Bot Handy, o gadget comprovou sua habilidade colocando uma flor em um vaso, separando pratos na máquina de lavar louça, levando roupa suja do chão para o cesto e até mesmo servindo uma taça de vinho! “Bot Handy usa inteligência artificial para entender objetos, como um copo de vidro ou placa de cerâmica, tomando nota de sua forma e materiais para trabalhar como seu parceiro de confiança”, destacou Sebastian Seung, presidente da Samsung. A Samsung não anunciou um preço ou data de lançamento. A empresa já usou a CES para exibir…

1 minutos
o que é o envelhecimento biológico?

Em Jerez, após a fermentação dos mostos de Palomino, a graduação do vinho atinge níveis entre 11 e 12,5% de álcool, insuportável para leveduras fermentativas normais. A partir daí entram em ação outras leveduras que não transformam açúcar em álcool, mas capturaram moléculas de etanol e combinam com o oxigênio, dando origem a um novo composto chamado acetaldeído. Isso pode ocorrer em um meio submerso por algum tempo, mas depois de alguns dias o oxigênio dissolvido se exaure, e elas só podem continuar a “respirar” na superfície do vinho. Com as condições ambientais adequadas – fundamentalmente umidade, temperatura e disponibilidade de oxigênio –, elas começam a se reproduzir e colonizam totalmente a superfície nos tanques de fermentação. Depois de alguns dias, toda a superfície do vinho ficará coberta pelo véu…