EXPLORARBIBLIOTECA
searchclose
shopping_cart_outlined
exit_to_app
category_outlined / Moda
ELLE PortugalELLE Portugal

ELLE Portugal Octubre 2018

A ELLE é a revista de moda internacional para mulheres sofisticadas, independentes e com um assumido estilo próprio. Os criadores mais conceituados. O que há de novo nas passerelles e nas lojas. Mês a mês, as suas páginas revelam-nos as últimas tendências de beleza e lifestyle. Mostramos tudo o que está na vanguarda em termos culturais e os novos hotspots sociais.

País:
Portugal
Língua:
Portuguese
Editora:
RBA REVISTAS PORTUGAL
Ler Maiskeyboard_arrow_down
COMPRAR EDIÇÃO
2,32 €(IVA Incl.)
ASSINATURA
18,52 €(IVA Incl.)
12 Edições

NESTA EDIÇÃO

access_time2 minutos
de repente, já nos 30!

sandra-gato@rbarevistas.pt O filme é de 2004 mas passa-se em 1987 (um ano antes da ELLE ter sido lançada em Portugal). Nele, uma adolescente de 13 anos vê, por artes mágicas, realizado o seu desejo de ter 30 anos. O título – De Repente, Já nos 30! – parece perfeito quando, na verdade, sentimos que se passaram três bem recheadas décadas de tudo o que é tendência (moda, beleza, cultura, sociedade) não de repente mas, sim, rapidamente. Por isso, as descobertas e conquistas da personagem de Garner servem-nos de leitmotiv neste número de aniversário, em que o orgulho de atingir a maturidade se mistura com o desejo teen de estar sempre a inovar, de estar dois passos à frente, de não querer sair da caixa porque nunca se chegou a entrar. Tal como…

access_time1 minutos
acessórios

1 A CARTEIRA A história desta carteira, que não precisa de uma manga para dançar o tango, começa com um par de sapatos: as sandálias Lilico Fruit Sandal, de Sophia Webster. Para as complementar, a designer criou esta versão da sua icónica clutch, em forma de balão de pensamento, com uma pega ornamentada. 2 OS BOTINS A celebrar 30 anos de carreira, Claudia Schiffer juntou-se à Aquazzura, para desenhar uma coleção cápsula, em parceria com o diretor criativo da marca, Edgardo Osorio. Alicerçados no brilho do lurex prateado, estes botins refletem literal e metaforicamente a principal inspiração: a magnificência dos anos 80. 3 O COLAR E, se os botins da página anterior refletem os anos 80, este colar da Chanel não lhes fica atrás: em metal dourado, colorido, e com o logótipo da marca a…

access_time8 minutos
foi assim que aconteceu

Portugal, 1988. Um deserto de moda. Não porque não existissem criadores, nem criatividade ou iniciativas. Mas, porque não existiam estruturas. Não existiam semanas de moda. Não existiam revistas de especialidade, pelo menos até ao final do ano, altura em que ELLE, Máxima e Marie Claire chegaram ao mercado. Seguiu-se a Cosmopolitan, no início dos anos 90. Nestes 30 anos o país mudou e a moda também. Falámos com quatro nomes nacionais, que viveram estas três décadas e alteraram indelevelmente a moda portuguesa, para saber de que forma a mudança aconteceu. Senhoras e senhores, têm a palavra os incontornáveis Ana Salazar, Nuno Gama, Eduarda Abbondanza, e José António Tenente. ELLE: Qual era o cenário na moda nacional há 30 anos? JOSÉ ANTÓNIO TENENTE: Nem sei por onde começar. Centrando-me na moda de autor…

access_time2 minutos
não é só uma t-shirt

Estamos em 1973. O ano começa a uma segunda--feira. Passados cinco dias, em Portugal funda--se o Expresso. Dias depois, nos Estados Unidos, Richard Nixon toma posse para o seu segundo mandato e, num curto espaço de tempo, assina o Acordo de Paris, que põe fim à Guerra do Vietname, e vê -se obrigado a comentar o caso Watergate. Em Nova Iorque inaugura -se o World Trade Center e, em Sydney, a Sidney Opera House. Morre Pablo Picasso, mas a lenda permanece. Pela primeira vez, faz -se um telefonema a partir de um telemóvel, um Motorola, que coloca o nome do engenheiro Martin Cooper para sempre na história. Em Londres, a moda não queria ficar para trás, e o glam rock era manifestamente andrógino e assumidamente popular (obrigada David Bowie). Provavelmente…

access_time1 minutos
excesso & ostentação

Tragam-nos o drama, o exagero, a sumptuosidade e a pompa. Tragam-nos um brilho impossível de domar e uma opulência toda poderosa . Tragam-nos tudo a que temos direito e temos a certeza que, no final desse arco-íris de abundância, onde se escondem todos os sonhos, estará a nova coleção de alta joalharia da Bulgari, Wild Pop. Inspirada nos anos 80, essa década de audácias irreprimíveis em que tudo era possível, divide-se em quatro linhas e celebra a ligação entre a marca e o infinito Andy Warhol.…

access_time1 minutos
uma história americana

PROVAVELMENTE vimos muitos filmes, mas é impossível negar que há qualquer coisa nos Estados Unidos da América que nos faz sentir mais próximos deste país que fica a um oceano de distância. Todos terão os seus motivos, afinal a cultura popular americana é tão ampla quanto a diversidade que dá forma ao sonho que, mesmo hoje, com todos os danos causados pela retórica de Trump, parece ainda assim teimar em esconder-se do outro lado do Atlântico. Orgulhosamente americano, Tommy Hilfiger há muito que contribui para aumentar a mística de um país que continua a preencher imaginários e a alimentar fantasias. Para esta estação, o criador que nos encheu o guarda-roupa com peças que podiam ser o uniforme da Team USA, mergulhou nos seus arquivos para criar a coleção cápsula Tommy…

help