Revista de Vinhos Maio 2021

Título especializado em vinho e gastronomia do grupo Essência do Vinho. Conta com 30 anos de publicação em Portugal.

País:
Portugal
Língua:
Portuguese
Editora:
Essencia do Vinho
Periodicidade:
Monthly
Nota Save 30% on your subscription!
3,71 €(IVA Incl.)
37,10 €25,97 €(IVA Incl.)
12 Edições

nesta edição

3 minutos
desafios dos vinhos verdes

Pelo prisma da força genérica, arrisco dizer que, a par do Vinho do Porto, os Vinhos Verdes são hoje a marca portuguesa de maior notoriedade internacional. Foi um caminho feito passo a passo, percorrido a um ritmo mais acelerado nas últimas duas décadas, momento a partir do qual o Vinho Verde deixou definitivamente de ser conotado como um vinho menor e somente presente com expressão em circuitos fechados de emigração lusa. Apesar de marcas como o Casal Garcia estarem há muito implantadas em destinos como os Estados Unidos, a verdade é que a universalidade do Vinho Verde gerou-se com a profissionalização de outros operadores de dimensão significativa, entre cooperativas, uniões de cooperativas e privados. A par disso surgiu um movimento de produtores de pequena dimensão, que iniciou uma espécie de revolução…

f0008-01
1 minutos
os melhores verdes 2021

A Revista de Vinhos produziu a emissão especial que revelou os vencedores do concurso “Os Melhores Verdes 2021”, promovido pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes. Disponível nas redes sociais e nos canais de YouTube dos Vinhos Verdes e da Revista de Vinhos, a emissão concretizou o desafio de contornar estes tempos pandémicos e de realçar a necessidade de premiar quem faz bem, porque o mérito merece ser sempre sublinhado. Através dela, captamos igualmente o muito que há de novo por descobrir.…

f0008-03
1 minutos
nesta edição com a revista de vinhos!

VALE DE DESCONTO APRESENTAÇÃO OPCIONAL DESTE VALE NO SEU PONTO DE VENDA. NÃO ACUMULÁVEL. Seja responsável. Beba com moderação. Quinta Valle Madruga Reserva 2019 Trás-os-Montes / Branco / E.R.T.A. Apresenta cor citrina clara, com laivos amarelos. Notas florais, toques de lima, bem envolvida pela baunilha do carvalho francês. Prova de boca de imensa frescura, com boa estrutura, que mantém a elegância do vinho e permite-lhe uma boa longevidade. Ideal para carnes brancas, peixes grelhados ou saladas estivais. LINHA DE APOIO: (+351) 214 337 000 Dias úteis, 9h30-13h e 14h30-18h Stock limitado. Promoção válida na compra da revista + garrafa na sua banca habitual, com a apresentação do vale de desconto desta página.…

f0011-01
6 minutos
um salto no tempo

Vinhos que evoluem no espaço ou cujo envelhecimento é atrasado no fundo do oceano. A Wine Detective investiga os vinhos que atravessam o túnel do tempo, cuja origem é, claro, portuguesa… Como guardar uma caixa de Pétrus Pomerol 2000? A sabedoria convencional dita que seja numa cave ou sala com temperatura e humidade controlados. Para os colecionadores que pretendem revender o Merlot mais caro do mundo, isso seria essencial. Mas, e se quiser bebê-lo? Os mais impacientes podem receber com um sorriso as novidades sobre alterações comportamentais e… um salto no tempo. Isto porque o dono de uma caixa de Château Pétrus 2000 acaba de expor os vinhos a um salto no tempo. Testando o impacto da microgravidade (gravidade zero) e da radiação, a Space Cargo Unlimited lançou-o para o espaço.…

f0012-01
6 minutos
combatentes e sobreviventes

Mais de doze meses volvidos sobre o início da pandemia global, há sinais de vida nos mercados de vinho asiáticos. A Master of Wine Debra Meiburg analisa o impacto da Covid-19 e lança um olhar sobre o futuro do setor no continente. Em Hong Kong, o coronavírus afastou os visitantes e dizimou as vendas de vinhos no canal ‘on-trade’. As importações de vinho, em setembro de 2020, totalizaram 5,1 mil milhões de HK$ (25,5 milhões de litros), uma queda dramática em comparação com os sensacionais 12 mil milhões de HK$ registados em 2016 (estatísticas comerciais do governo de Hong Kong). O canal Horeca tem sido historicamente a estrela de destaque em Hong Kong, já que as pequenas cozinhas dos apartamentos são diminutas para satisfazer os convidados. As restrições levantadas quanto às…

f0016-01
5 minutos
a fronteira entre rosés escuros e tintos leves

Será que o mercado quer vinhos rosé sérios? Por vezes, aquilo que os ‘geeks’ do vinho apreciam e o mercado deseja são coisas muito diferentes. O vinho costumava aparecer em três cores. Tintos, brancos e rosados. Os tintos e os brancos eram capazes de grandeza, mas o rosado era apenas para diversão. [Ultimamente, têm surgido vinhos de uma quarta cor - vinhos laranja, feitos de uvas brancas fermentadas nas películas, mas esta ainda é uma categoria menor]. Os vinhos rosé, no entanto, cresceram em popularidade em muitos mercados. Em França, as vendas de rosé alcançaram as dos brancos e, de maneira geral, a quota dos vinhos rosados no mercado global é agora superior a 10%. Mas a categoria rosé tem lutado para ser levada a sério. É difícil elaborar uma lista de…

f0020-01